segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Tornando-me uma pessoa melhor!


Eu hoje cheguei ao trabalho e fiz um suco com três maracujás... Estou na TPM, mas não estou nada nervosa... pelo contrário, tou uma "seda"!


Fiquei muito zen com o suco, embora as prorpiedades calmantes do maracujá não façam muito efeito sobre mim. Eu tava sensível... mais sensível. Nunca mais tive vontade de chorar por tão pouco! Hoje eu tive!

Gosto muito de canções antigas, os famosos flash backs. Ouvi muitos de ontem pra cá! Adivinha onde? Na casa de uma pessoa muito especial... estou com saudades de tudo que houve lá... já escrevi alguns poemas e de alguma forma hoje estou me sentidno uma pessoa melhor!

Essa música ( Vapor Barato/Flor da Pele) tem tudo a ver com esse momento... o Zeca Baleiro (sou fã incondicional dele!) que canta, com a Gal Costa... (Composição: Waly Sailormoon e Jards Macalé/Zeca Baleiro) http://www.youtube.com/watch?v=5-TzJGnBuKQ


Ando tão à flor da pele

Que qualquer beijo de novela me faz chorar
Ando tão à flor da pele
Que teu olhar flor na janela me faz morrer
Ando tão à flor da pele
Que a minha pele tem o fogo do juízo final (honey baby)

Um barco sem porto sem rumo sem vela cavalo sem sela
Um bicho solto um cão sem dono um menino um bandido
Às vezes me preservo noutras suicido

Ah... não dormi quase nada de ontem pra cá! Tou cansada e sonolenta... mas me sentindo a um passo de me tornar uma pessoa melhor!

Começo hoje também a postar meus poemas... Eles têm sempre data e hora... Além de sentimentos reais... geralmente impactantespara mim!
A pessoa especial de quem falei me disse coisas significativas e importantes... e eu não consigo esquecer... a vontade é voltar lá e mergulhar naquele universo complexo e complementar ao meu! Como é bom encontrar alguém parecido com a gente!

Eu tou num processo de inicialização... sem medo... com vontade de me jogar de cabeça! Paixão é um troço complicado! Mas uma delícia! E eu quero! Quero muito! Ah... é tão bom!



Freedom

A minha essência “freedom”
Escapou de seu frasco
E impregnou, num átimo
Meu cabelo, meu rosto, meu corpo
E meus atos
Me deixando um cheiro enfático
Forte, inebriante e compacto...

Eu penso nas possibilidades de me perder
Numa proposta de um querer
Que me acena com paixão e loucura
Mas é doce o beijo que você me dá
É terno o teu jeito de me tocar
O que me faz pensar
No quanto preciso
Fruir do teu cuidado

Você me vem como uma onda sutil
Curando tudo que se partiu
Tudo que se construiu sob a areia das dunas
Deixa então você penetrar
Nas frestas que no meu peito há
Nas lacunas do meu pensamento...

12/11/07 18:24h


Jogo

Esqueça a proximidade
A similaridade
A profusão
De escolhas e entraves
Que não se sabe
Até onde vão

Escape de um processo
Num universo
Em expansão
Porque o mundo é cego
E a maior cegueira
Provém da ilusão

Às vezes eu quero a alma
Sentindo o corpo
Pulsando em mim
Às vezes eu tenho calma
E perco o prumo
Pra me distrair
Mas é tudo tão complexo
Que eu até esqueço
De avaliar
E deixo tudo correr
Tudo morrer
Tudo perder
Pra tudo ganhar...

Salvador, 25/10/07 18h 54 min


PS - Veja bem, como são as metáforas! Minha essência (no sentido lato, um frasco com o perfume bruto!) de "freedom" se abriu na bolsa e eu cheguei com cheiro forte na casa de M. Mas era tão forte, que nem eu tava aguentando! (risos) Daí surge esse poema... pra eternizar esse momento!






2 comentários:

floresdeplastico disse...

Paixão é montanha-russa...

Amazona Virtual disse...

Paix�o de uma semana d�i menos...
Mas ainda estou pensando sobre oq ue posso sentir... e o que de fato poderia sentir... oh, em que fase eu estou??