terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Voltar pra você e sair sem você...

Recebi teu e-mail... tou respondendo...

"A noite de sábado para domingo, foi especialíssima, adorei estar perto de vc, gostei tb de vc ter saido e ter voltado.

Me sinto extremamente bem amado ao seu lado. Vc é uma pessoa ímpar.

Um longo beijo, deste Cara Pálida, sem flechas para atirar. Mas já passei um e-mail para o Pajé da tribo, irão fazer uma pajelança e ele promete que em breve as flechas estarão prontas.
Recebi do grupo de Surf, uma linda msg que passo para vc.
Te adoro,
Cara Pálida"

Meu doce Cara Pálida,

Eu gosto de sair, de ver coisas, de aprender... mas realmente não estava me divertindo esperando o show de Jorge Ben Jor... disseram que ia começar meia-noite! Vi uma banda de música africana (na qual o namorado de Jandi, Abu Bakr também toca percussão) no Espaço 40. Olha a foto dela aí do lado!

Me senti suando frio depois de tomar uma nevada (muito boa por sinal!)... Aliás, eu não queria ir... tava tão bom nós dois... mas fui pra fazer companhia, já que Jandi disse que não tinha com quem ir... Depois ela encontrou com o pessoal da casa em que ela mora... e eu resolvi voltar.
Senti uma saudade imensa... um desejo de estar perto de você e de ninguém mais... aí voltei... voltei pro seu carinho... pro seu aconchego... igual na música! Fiquei cerca de duas horas no Pelô apenas... E você me recebeu como sempre, com a porta aberta... e de braços abertos...

Nas relações amorosas, normalmente as pessoas fazem um trato do tipo "só vou se você for" que eu acho que não é a ideal... acho que o casal deve manter a individualidade e a liberdade de decidir ir ou ficar... porque ficar em casa também é uma opção... e deve ser levada em conta tanto quanto a opção de quem vai...

Como disse, eu acho que pequenos programinhas a gente pode ir fazendo... a "vida social" também é importante e eu sou meio agitada... mas eu também adoro ver um filme, ouvir música e ler em casa... Me acompanhar em tudo é mesmo impossível, pois tem coisas que simplesmente você não curtiria... Eu também faço "programa de índio" com a família ou com amigos... sabe como é... a gente não pode fazer exclusivamente o que gosta!

Dia 8 tem o show de Vander Lee e Mamy já disse que não vai... na verdade tem as "bodas de vinho" de um casal amigo... Sabe o que são bodas de vinho? Eu não sabia... são simplesmente setenta anos de casamento!!!!!! Gente setenta anos juntos é uma coisa realmente incrível... primeiro que o casal é bem lúcido e saudável... segundo porque é tempo pra caramba juntos!!!!! Em se pensando que as pessoas por qualquer cara feia tão se separando!

Sozinha pro show eu não vou... e também quero ir nas bodas... por mim, faria as duas coisas (minha cara!!!) mas sem pelo menos uma das minhas companhias habituais (Mamy, Mison, Jandi, Al e Binho) eu só saio sozinha pra cinema e shopping... cinema pra mim é quase um vício... e não me venha dizer que sai tudo em DVD... nada supera o telão!
Ontem assisti com Binho "A lenda de Beowulf" A história é interessante, embora os filmes de ação não façam o estilo que mais curto. As notícias por aí falam da nudez de Algelina Jolie, mas há quem fale dos efeitos também! O filme é em CGI (Cenas de Alta Qualidades Computadorizadas). Tinha horas que parecia muito real mesmo... Eu gostei! recomendo! Veja Beowulf na foto ao lado... não parece real? Capricharam mesmo nos atores pricipais... perfeito!

Dia 15 levaremos os alunos da 8ª série para o Rolf Parque Aquático... Passaremos o dia lá! Todo ano a gente promove essa confraternização com alunos... aliás, adoro uma confraternização também! Acho que numa escala de 0 a 10 em sociabilidade eu sou quase 10!

Dia 22 é a confraternização e aniversário de Rosinha... Rosinha é muito mais do que uma colega de trabalho e amiga, é uma verdadeira irmã! Trabalhamos juntas a cerca de 9 anos e quando ela me convidou pra assumir a vice-direção (em junho de 2006) eu fiquei muito feliz! A nossa pareceria é realmente perfeita! Nunca entramos em conflito, nos respeitamos e como todas as minhas relações de amizade, é uma coisa sólida e indissolúvel. Rosinha (que é dez anos mais velha que eu) me dá conselhos prudentes, me ouve com atenção e é muito humana! Admiro sua capacidade de liderança e seu jeito de lidar com as pessoas... com os alunos por exemplo, tem casos que repasso imediatamente para ela... é, porque a experiência é fundamental!

Falar nisso, tenho uma grande amiga em Recife, Regina. Nos conhecemos em 1992, quando eu fazia iniciação científica no CPqAM. Eu cursava Ciências Biológicas e ela Biomédicas. Também é outra irmã do coração. Atualmente, com o MSN, conversamos mais... toda vez que vou a Recife, temos que nos ver. No tempo em que ela estava em Brasília e eu ia a Recife, visitava a mãe dela... uma pessoa também maravilhosa! Regina (três anos mais nova) e eu discutimos assuntos mais contemporâneos e também nunca tivemos nenhum conflito... é engraçado que eu nunca tenha "brigado" com minhas amigas! Até porque os melindres não existem nas minhas relações. Eu gosto de pessoas em que possa confiar simplesmente 100 %. É por isso que não sou de muitos amigas. Mas todos elas são fidelíssimos! Ambas são casadas...

Outro dia falarei de Marli e Clécia... também casadas... a primeira morando no interior e a segunda fazendo doutorado na Alemanha...

Os verdadeiros amigos são pra toda vida. Assim como os grandes amores. Essas pessoas moram no nosso coração e eu sempre digo que o meu coração só tem chave de entrada...

Legal a mensagem do ponto que você enviou ... Sim, realmente, tudo começa num determinado ponto. Uma vez ouvi numa palestra " Desenhar é fácil... é só correr o risco!" Sim temos que correr riscos! A vida é uma sequência de riscos! E de pontos de partida... também de chegada...

video

Ah, tou numa gripe daquelas... tomei o negócio que alivia sintomas que você falou e muito suco de acerola (da fruta mesmo!), mas é um saco gripar!

Vou aí te "contaminar" hoje, tá?

Eu te adoro!

Musa

Nenhum comentário: